Sentimentos na Gestão do Conhecimento

Até onde pode ir a metáfora!

Há sempre alguma curiosidade, sobre a diferença entre informação e conhecimento, principalmente quando a abordamos no âmbito da gestão. No fundo não passa de uma tentativa de encontrar uma linguagem comum que facilite quer a emissão quer a recepção num o processo de comunicação.

Para diferenciar a gestão da informação da gestão do conhecimento, devem-se analisar as distinções estabelecidas entre os conceitos relacionados: dados, informações, conhecimento e sabedoria (ver post anterior). As tentativas para definir estes conceitos são numerosas, e produzem resultados ligeiramente diferentes, dependendo da base disciplinar de quem olha para elas.

Nas organizações esta diferença, ou não diferença, obriga ao estabelecimento de algumas regras ou categorizações, no sentido de facilitar a sua gestão, isto é, aquisição e distribuição.

Conhecimento organizacional é muitas vezes categorizado em tipologias. Boisot descreve quatro tipos: Pessoais, de propriedade, do conhecimento público e senso comum.

No entanto aquela que parece mais pertinente, para o meu propósito, é uma distinção entre conhecimento tácito e explícito.

Para Polanyi, o conhecimento tácito não pode ser expresso, porque “nós sabemos mais do que podemos dizer”. Isto é, não podemos articular o que sabemos com palavras, porque não estamos plenamente conscientes de todos os conhecimentos que possuímos.

Por outro lado, o conhecimento explícito é definido como o conhecimento que pode ser codificado e, portanto, mais facilmente comunicado e compartilhado.

Nas organizações quem lida com a informação/conhecimento (Gestão do conhecimento), vê, frequentemente, essa gestão como, a gestão do conhecimento explícito estruturado e consciente e, portanto, pode ser armazenado, através da tecnologia da informação.

O que as organizações não assimilam de forma sistemática e estruturada são os conhecimentos associados a sentimentos.

Muitas vezes, na nossa linguagem utilizamos formas, que nos permitem incluir na mensagem significados de sentimentos que possuímos. As metáforas são disso um exemplo.  

Hoje em dia é facilmente aceite que a metáfora não é simplesmente uma figura de linguagem.

Ao longo dos séculos a linguagem foi sucessivamente incorporando significados e alterando-os de região para região e de disciplina para disciplina.

As metáforas usadas hoje na linguagem, incorporam muita experiência emocional, que pode evidenciar-se em situações traumáticas e dar origem a novos significados.

A utilização da metáfora representa uma transferência de significado, de um cenário para outro, mas nem sempre com o resultado esperado. A vivência de uma situação há uns anos pode não representar a mesma situação hoje, isto é, a representação dos sentimentos em dada altura, não tem hoje significado algum.

Uma história que inclua uma cobra, não pode ser interpretada da mesma maneira se o ambiente for a antiga Grécia (simboliza a cura) ou o consultório de Freud (símbolo fálico). Face à utilização de uma metáfora nestes contextos assim os nossos sentimentos emergirão de forma diferente.

A utilização das emoções através das metáforas pode ser gerida de acordo com os nossos objectivos, e através de combinações e recombinações podemos até construir um romance. A linguagem simbólica, metáfora impessoal, fornece a possibilidade da partilha e da universalidade.

Dependendo da sua categoria, pessoal ou impessoal, as metáforas transferirão significados capazes de fazer emergir a raiva, nojo, compaixão ou alegria.

Já pensou no se romance? Dê uma sugestão para o prefácio do meu!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: