No age for Creativity! Quality changes on Ideas

(Texto em Português depois deste)

Experience shapes!

Sometimes I hear that some days are more fun than others, and who says often refers to the weekend, but Edelson demonstrated that fun at work and the creative quality were consistent with being professional and productive.

In fact we spend much of our time working carrying with us the heavy legacy of that work is a serious thing! Serious work is a responsible job with meaning and purpose, not necessarily a joyless work and without creativity.

The way we understand or perceive our well -being is the result of our participation in creative activities.

The ideas come and we grasp them, whatever the age at which we find ourselves. Participate in creative activities has a positive therapeutic effect.

In organizations, the enabling environment for creativity depends on many of our attitudes and beliefs.

As we advance in age, our intelligence crystallizes and this gives rise to a dominant thought that is convergent.

There is room for reflection and to the construction of the history of our lives to which we add some creativity to bridge gaps of memory or underwater scenes. But creativity is there.

While it may be a more or less common sense, or even a really invented the notion, that novelty and innovation is more connected to young people, in fact it is also linked to other ages.

We could call it “late” creativity and that reflects aspects of thinking such as synthesis, reflection and wisdom.

Creativity is a confluence of personality traits, ways of thinking and knowing, and social and environmental influences.

There is a time, a knowledge and history. In organizations there is a place for generating ideas by all employees.

There are no creative types or geniuses inventors, since a small switch can light thousands of lamps.

Creativity is a universal capacity that does not diminish with age and is subject to qualitative changes in cognitive development and accumulation of life experience and expertise.

By contrast, traditional education, in the manner in which we know it can harm the creative thinking rather than develop. In organizations there is room for collaboration and for the divergence, giving rise to interesting flow of creativity.

The organizational climate should promote the affirmation of ideas and not making them dependent on a particular frame or tradition that instills in employees a fear of failure.

How can organizations  facilitate the generation of ideas?

– Providing time and resources – notably the use of specific software for managing ideas.

– Through the development of skills, giving feedback, positive and constructive to the ideas generated.

– Fostering a spirit of play and experimentation.

– Providing a mix of styles and backgrounds, with opportunities for group interaction.

– Making a safe place for risk-taking by allowing free choice in hiring tasks.

– Offering rewards that recognize or permit the achievement of performance, whilst retaining the intrinsic motivation, rather than controlling behavior.

The supervision of the activities of employees and performance evaluation with bases in creative activity affects the development of creativity, as well as stress and pressure related projects.

Throughout a life and work, be it six months or forty years, we experience crosses cultures and discovers and shapes the perception of life. We story tell experiences, many of them through creative expression.

 

Criatividade sem idade

A experiência molda!

Por vezes ouço dizer que alguns dias são mais divertidos que outros, e quem o afirma muitas vezes refere-se ao fim-de-semana, mas Edelson demonstrou que o divertimento no trabalho e a qualidade criativa eram compatíveis com o ser profissional e produtivo.

De facto passamos muito do nosso tempo a trabalhar carregando connosco a herança pesada de que o trabalho é uma coisa séria! Trabalho sério é um trabalho responsável, com significado e propósito, não necessariamente um trabalho sem alegria e sem criatividade.

A forma como entendemos, percebemos ou percepcionamos o nosso bem-estar é resultado da nossa participação em actividades criativas.

As ideias surgem e nós agarramo-las, qualquer que seja a idade com que nos encontramos. Participar em actividades criativas tem um efeito terapêutico positivo.

Nas organizações, o ambiente facilitador de criatividade depende muitos das nossas atitudes e crenças.

À medida que vamos avançando na idade, a nossa inteligência cristaliza-se e há lugar a um pensamento dominante que é convergente.

Há lugar a reflexão e á construção da história da nossa vida à qual adicionamos alguma criatividade para colmatar falhas de memória ou cenas submersas. Mas a criatividade está lá.

Embora possa ser uma noção mais ou menos comum, ou até mesmo uma verdade inventada, a noção de que a novidade e a inovação, está mais ligada a pessoas jovens, ela de facto está também ligada a outras idades.

Poderíamos chama-la de criatividade “tardia” e que reflecte aspectos do pensamento, como a síntese, reflexão e sabedoria.

A criatividade é uma confluência de traços de personalidade, formas de pensar e conhecer, e influências sociais e ambientais.

Há um tempo, um saber e uma história. Nas organizações há lugar à geração de ideias por parte de todos os colaboradores.

Não há tipos criativos ou génios inventores, pois um pequeno interruptor pode acender milhares de lâmpadas.

A criatividade é uma capacidade universal que não diminuem com a idade e está sujeita a mudanças qualitativas com o desenvolvimento cognitivo e o acúmulo de experiência de vida e conhecimento especializado.

Pelo contrário, a educação tradicional, nos moldes em que a conhecemos, pode prejudicar o pensamento criativo em vez de o desenvolver. Nas organizações há espaço para a colaboração e para a divergência, dando lugar a fluxos interessantes de criatividade.

O clima organizacional deve promover a afirmação das ideias e não fazê-las depender de uma determinada moldura ou tradição que incutem nos colaboradores o medo de falhar.

Como é que as organizações podem facilitar a geração de ideias?

– Fornecendo tempo e recursos – Nomeadamente o uso de software especifico para gestão de ideias.

– Através do desenvolvimento de competências, dando feedback, positivo e construtivo às ideias geradas.

– Fomentando um espírito de jogo e da experimentação.

– Fornecendo uma mistura de estilos e origens, com as oportunidades de interacção do grupo ou grupos.

– Tornando um lugar seguro para a tomada de riscos, permitindo a livre escolha na contratação de tarefas.

– Oferecendo recompensas que reconhecem ou permitem a realização de desempenho, mas mantendo a motivação intrínseca, em vez de controlar o comportamento.

A fiscalização das actividades dos colaboradores e a avaliação do desempenho com bases na actividade criativa são prejudiciais ao desenvolvimento de criatividade, assim como o stress e a pressão relacionada com projectos.

Ao longo de uma vida e de trabalho, seja ela de seis meses ou quarenta anos, experimentam-se cruzamentos de culturas e descobre-se e molda-se a percepção da vida. Contam-se experiências, muitas delas através da expressão criativa.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: